Palavra da Provincial



              "Jubileu dos 300 anos do encontro da Imagem de

                    Nossa Senhora Aparecida”




    A Igreja Católica do Brasil está vivendo um ano de graça celebrando o jubileu dos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida.

    No ano de 1717, três pescadores, levados por necessidades históricas e econômicas, saíram a pescar, numa época escassa de peixes. Por ação misteriosa de Deus, chegando ao “Porto de Itaguassu”, a primeira coisa que caiu em suas redes foi o corpo de uma imagem quebrada, na altura do pescoço. Num segundo lance de rede, pescaram a cabeça da mesma imagem. Juntando as duas partes viu-se que se tratava da Senhora da Conceição. Depois do encontro da Imagem, a pesca de peixes foi abundante e os pescadores intuíram a presença e ação de Deus naquele singular evento.

    Em Aparecida, como na pesca milagrosa narrada pelos Evangelhos, os pescadores passaram pela experiência do insucesso, da incerteza, mas perseveram no trabalho, sabiam que as conquistam vem com muito trabalho confiança e perseverança. Receberam um dom maior do que podiam esperar, esperavam peixes e Deus lhes deu sua própria mãe. Tendo acolhido o sinal que Deus lhes tinha dado, os pescadores tornam-se missionários, partilhando com os vizinhos a graça recebida.

    Maria em suas aparições sempre se revela aos pobres, humildes e crianças. Isso não que dizer que Maria só acolhe determinada classe de pessoas. Maria é mãe e como mãe acolhe a todos, mas está mais atenta, dá mais atenção aos filhos mais necessitados, aos doentes, aqueles que não têm como se manter e manter os seus, aos abandonados e carentes de tudo.   Aos que vivem em insegurança como ela viveu ao saber que seria a mãe do filho de Deus, não sabia como seria, como tudo ia acontecer, ela só confiou.

    A celebração dos 300 anos é uma grande ação de graças. Todas as dioceses do Brasil, desde 2014, se prepararam, recebendo a visita da Imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida, que percorreu cidades e periferias, lembrando aos pobres e abandonados que eles são os prediletos do coração misericordioso de Deus e de sua mãe.

    Que a companhia e a proteção maternal de Nossa Senhora Aparecida nos ajude a progredir como discípulas e discípulos, missionárias e missionários de Cristo!

     



    Oração Jubilar: 300 Anos de Bênçãos


     

    Senhora Aparecida, Mãe Padroeira, em vossa singela imagem, / há 300 anos aparecestes nas redes dos três benditos pescadores / no Rio Paraíba do Sul. / Como sinal vindo do céu, / em vossa cor, / vós nos dizeis que para o Pai não existem escravos, / apenas filhos muito amados. / Diante de vós, embaixadora de Deus, / rompem-se as correntes da escravidão! / Assim, daquelas redes, / passastes para o coração e a vida / de milhões de outros filhos e filhas vossos. / Para todos tendes sido bênção: / peixes em abundância, / famílias recuperadas, / saúde alcançada, / corações reconciliados, / vida cristã reassumida. / Nós vos agradecemos tanto carinho, tanto cuidado! / Hoje, em vosso Santuário e em vossa visita peregrina, / nós vos acolhemos como mãe, / e de vossas mãos recebemos o fruto de vossa missão entre nós: / o vosso Filho Jesus, nosso Salvador. / Recordai-nos o poder, a força das mãos postas em prece! / Ensinai-nos a viver vosso jubileu com gratidão e fidelidade! / Fazei de nós vossos filhos e filhas, / irmãos e irmãs de nosso Irmão Primogênito, Jesus Cristo, Amém!

     



    Irmã Maria da Glória Inácio

                                                                

     Priora Provincial       



Copyright © 2014 VIVERE