PREGAÇÃO DA IRMÃ DOMINICANA DA BEATA IMELDA

    PREGAÇÃO DA IRMÃ DOMINICANA DA BEATA IMELDA HOJE

     

    Ao completar 70 anos de serviço ao Reino, no Brasil, vamos refletir um pouco sobre a Pregação da Irmã Dominicana da Beata Imelda.

    Mas, o que dizer sobre a nossa Pregação? Sei que cada uma terá a sua resposta, mas, vai aqui uma singela reflexão sem pretensão de esgotar o assunto.

    São Domingos de Gusmão fundou a Ordem dos Pregadores e Pregadoras – os (as) Dominicanos (as). Desta grande Família temos como modelo (exemplo) Catarina de Sena, Rosa de Lima e outras.

    “Pe. Giocondo Pio Lorgna, fervoroso religioso desta Ordem fundou esta Congregação Dominicana e quis que ela encarnasse e perpetuasse o espírito contemplativo e apostólico de São Domingos” (Cfr. Const. Fundamental).

    A Congregação se desenvolveu e hoje está presente em vários Países.

    As primeiras Irmãs Missionárias que para cá vieram, mantinham grande entusiasmo apostólico. No seu ardor missionário, mesmo de modo muito simples, cada uma soube transmitir o ideal de Pe. Giocondo.

    Hoje não temos “estrelas” da Pregação na nossa Província, porém, na simplicidade de nossa vida e de nossas Obras, estamos pregando a Boa Nova do Reino de Deus.

    Somos Dominicanas, logo, somos pregadoras.

    Na Paróquia, levando o Evangelho como Boa Notícia: na Catequese, na Formação de Líderes, na Liturgia e em outras Pastorais, estamos pregando.

    Em uma sociedade de rápidas transformações, onde se muda velozmente os modos de pensar, de fazer e conviver, respondemos às exigências atuais com uma Educação a serviço da vida e da esperança; uma Educação à luz da fé e defender os valores de respeito à vida, à partilha e a solidariedade.

    Para a Irmã Dominicana da Beata Imelda ser pregadora é por toda a vida. Assim sendo, aquelas que estão na Casa de longa permanência, aquelas que estão doentes, são pregadoras também.

    Como na Administração dos bens, na Animação da Província, no acolhimento à criança e à família em situação de vulnerabilidade; somos pregadoras para proclamar a Boa Nova nos vários ministérios. “É o amor de Cristo que nos impele” (2Cor 5, 14).

    “Contemplar e levar aos outros os “frutos” da contemplação” eis o lema que nos distingue como Dominicanas; daí a exigência de nutrirmo-nos da espiritualidade da Sagrada Escritura, da oração, pois o Senhor nos chama “primeiro para estar com ele, para depois ir pregar”.

    Também atualizar-se, refletir sobre a realidade, sobre a vida do povo, é uma exigência para Irmã Dominicana da Beata Imelda pregar a graça, o amor e a verdade do Reino de Deus.

    Ir. Emília dos Santos op

Copyright © 2014 VIVERE